Horta em Casa - parte III



Escolhendo o que e onde plantar
Antes de tudo, devemos ver qual é o espaço no qual iremos fazer nossa horta, checando o nosso local disponível. Cheque se há iluminação suficiente, se o solo está em boas condições, etc.
A escolha do que plantar é primordial para iniciarmos a nossa horta. Existem muitas hortaliças com sementes disponíveis à venda em pequenas embalagens. O que devemos levar em conta para escolher o que plantar?
• clima exigido pela planta. Geralmente essa informação é encontrada na embalagem das sementes. 

• espaço disponível para a horta. 

• grau de dificuldade de cultivo - preste atenção, há plantas que são difíceis de manter. 

• número de colheitas possíveis - plantas como o repolho são colhidas de uma vez só, já a couve-manteiga, ou alface podem ser colhida aos poucos, ao longo da vida da planta
.
Como descobrir tudo isso?
É fácil, está tudo escrito na embalagem das sementes.

Verifique na embalagem das sementes se é necessária a semeadura em bandejas ou a semeadura pode ser feita diretamente no solo. Caso vá semear diretamente no solo, pule o item seguinte do nosso artigo, indo ao item 4 - Como preparar o canteiro.

Não sabe o que plantar? 
Temos sugestões: Couve-manteiga, alface, cebolinha, rabanetes, beterrabas, tomate-cereja (exige suporte), cenoura, inhame, ervas aromáticas, milho-verde, rúcula, vagem, etc. Essas são plantas que geralmente se dão bem com iniciantes na maioria dos ambientes. 

Plantando as mudas ou sementes

Essa é uma das etapas mais gratificantes. Caso for transplantar mudas feitas em bandejas, evite dias muito quentes, prefira dias nublados.
Marque o espaçamento 
Na embalagem das sementes sempre há uma indicação sobre o espaçamento entre linhas e entre plantas. Mas não fique muito preocupado em deixar exatamente naquele espaçamento recomendado na embalagem, ele não precisa ser seguido à risca. O importante é não deixar as plantas muito juntas, já que isso pode prejudicar o desenvolvimento da planta. .

Para facilitar, faça alguns riscos no solo, marcando as linhas onde as sementes ou mudas serão colocadas. 

Plante na profundidade certa 
Caso vá plantar com sementes, é importante verificar a profundidade recomendada para a semente. Esse dado pode ser facilmente encontrado na embalagem da semente.

Sementes plantadas muito fundas podem não conseguir subir à superfície e morrer. Sementes plantadas muito rasas podem gerar plantas fracas que tombam facilmente. Não precisa ser a medida exata, mas evite erros grosseiros. 

Enfim, como plantar?

• Para sementes:
 Abra pequenos sulcos nas linhas, com a profundidade desejada, colocando as sementes com cuidado. Lembre-se que nem todas as sementes germinam, por isso, recomenda-se colocar sempre um pouco a mais de sementes. O excesso de plantas será retirado no desbaste, como veremos a seguir. Cubra as sementes com terra fina ou serragem, evite cobrir com torrões de terra, que podem impedir a emergência da planta. 

• Para plantar mudas:Cave uma pequena cova e coloque a muda com cuidado, evitando a quebra de raízes, cobrindo a base com um pouco de terra. Aperte levemente a terra ao redor da muda para acomoda-la. É o melhor modo para tomates, por exemplo.

Regas nos primeiros dias Para terminar a semeadura, a rega é altamente recomendável, sempre que possível. Mas lembrem-se, nos primeiros dias devemos regar bem, mas com uma lâmina bem fina de água, nunca jogando jatos de água. Esse cuidado torna as regas dos primeiros dias bem mais demoradas, mas essa demora compensa pelo resultado.

A lâmina d'água deve ser bem fina nas primeiras regas.


Acompanhe o desenvolvimento Devemos aguardar a emergência das plantas, até que elas atinjam uma certa altura, normalmente de uns 5 a 10 cm(essa altura é especificada na embalagem da semente), para que passemos para a etapa seguinte.




Mais lições preciosas aprendidas com o site Cultivando http://www.cultivando.com.br/

E o seu canteiro como vai? Está pronto ou está ainda se preparando como eu? Hehehee
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário